19.9.14

Resenha: Um Dia (David Nicholls)

Eu sei que esse livro não é novidade para vocês, mas como falei no post do Book Haul que estava lendo ele e me pediram pra falar sobre: cá estou.


Um dia - David Nicholls

A história começa no clássico formato garoto-encontra-garota. Emma Morley e Dexter Mayhew se conheceram exatamente no dia da festa de formatura da universidade. 15 de Julho (guarde essa data).
Dois jovens formandos que se apaixonam - não é uma história incomum, certo?
No dia seguinte, cada um vai seguir seu caminho e eles tem planos bem diferentes.
Quando Emma e Dexter se conhecem e se aproximam, ficam juntos (não como você está ai pensando) e rola um feeling. Eles conversam sobre o futuro, fazem planos, ficam amigos e decidem manter contato. Sem pretensões românticas.
A partir daí, cada um toca sua vida seguindo os próprios planos ou planos completamente diferentes. Ou com a total falta de planejamento. São de mundos completamente diferentes.
Porém, Emma e Dexter ficam amigos mesmo. Eles conseguem manter uma bela e tumultuada relação ao longo dos anos.
Fica claro para o leitor, que Emma perde muito tempo tentando abstrair de seus reais sentimentos por Dexter, tentando encarar a relação que tem com ele como apenas amizade.  Pelo menos esse era o plano. Eu queria dar um tapinha nas costas da Emma e comentar: Well, agora você já sabe que garotas também vão para a friendzone.


O livro é escrito narrando os acontecimentos do dia 15 de Julho. Um por ano. Por vinte anos. 
É meio confuso no começo, mas lembre-se de observar a mudança dos anos na data (eu avisei para guardar a data).
Dexter e Emma passam por decepções, fracassos profissionais, escolhas erradas, relacionamentos fracassados, brigas e uma coleção imensa de oportunidades perdidas. 

Dexter é um cara charmoso, mas egocêntrico e mimado que não possui traquejo social. Sabe aquele cara que abre a boca e destrói a auto-estima de alguém? É ele. Vive cercado de mulheres, bebidas e total ausência de regras. Sua conduta é, muitas das vezes, detestável. E lamentável.
Emma é uma moça inteligente, divertida, neurótica (quem não é?) que tem a auto-estima nível zero e aquele tipo de humor mantido com piadas auto-depreciativas que ela insiste em contar.
Ela é batalhadora, pé no chão e um tanto tediosa. Digo, ela gosta de discutir política, não se diverte e trabalha em um sub-emprego que odeia.
O livro vai descrevendo as mudanças nas vidas deles, intercalando as histórias, ampliando a percepção do leitor sobre eles.
Passei boa parte do livro odiando os dois, pensando em quanto eram dois babacas fazendo absolutamente tudo errado. "Caramba, dois losers!". Em um momento começava a torcer por um ou por outro, no momento seguinte estava lamentando a idiotice de um ou outro. Ou de ambos.


Lendo Um Dia, você se dá conta de o quanto as pessoas são (elas mesmas) o obstáculo para realizarem seus desejos. Clarice disse: "Existe um grande, o maior obstáculo para eu ir adiante: eu mesma. Tenho sido a maior dificuldade no meu caminho. É com enorme esforço que consigo me sobrepor a mim mesma.". Acho que Emma leu Clarice, mas não percebeu que fazia o mesmo.
O sucesso entre os leitores? Acredito que venha por identificação. Dexter e Emma são personagens bem reais, são pessoas que você pode muito bem conhecer. 
Quem não conhece aquele cara charmoso que só quer saber de mulher, viagens, bebidas e diversão? Quem não conhece uma moça bonita e talentosa que não enxerga potencial em si mesma e vive se auto-sabotando?
Além do mais: Relacionamentos complicados, quem nunca?
"Acho que você gosta de se sentir frustrada e ter menos do que queria ter, porque isso é mais fácil, não é? O fracasso e a infelicidade são mais fáceis porque você pode fazer piada com isso." 
Um Dia não pretende ser - e não é - apenas um romance. Ele mostra a vida se moldando a partir das escolhas, nem sempre boas, dos personagens. O que fica não dito, ou subentendido, é aquela velha sensação do "e se" que nós costumamos ter.
O fato da narrativa incomum também me chamou atenção. Ao invés de uma narrativa contínua, narrar os acontecimentos em um dia específico ao longo de 20 anos é uma forma peculiar e bem elaborada. E embora falando assim pareça que é algo perdido, não é. A história parece bem amarrada e coesa.
O romance foi bastante aclamado pela crítica e considerado fenômeno literário no Reino Unido.
Talvez por isso tenha demorado tanto a ler. Gosto de esperar a comoção passar, livros "da moda" costumam me irritar.
Acredito que esse livro divida opiniões justamente pela relação de amor-ódio que desenvolvemos durante a leitura. Em determinados momentos, você pode achá-lo extremamente deprimente (eu achei) e em outras bastante divertido. Dependendo do seu estado de espírito, pode ser um pouco perturbador também.

Um Dia, no entanto, não é um livro para qualquer pessoa. Muitas vezes ele pode ser aquele tapa sem mão que você não estava esperando levar.
Quer dizer, você começa o livro torcendo para que Dexter e Emma fiquem logo juntos, como em qualquer romance. Mas entre o primeiro e o último capítulo acontece uma coisa muito chata: vida real. E como vocês sabem: Life sucks!


Para concluir meu raciocínio sobre o livro: enquanto espera que os personagens tenham seu final feliz, o leitor tem que lidar com os erros e acertos dos personagens. Frequentemente, vê o final feliz ser adiado, ser rechaçado, ficar impossível e mais uma vez tangível. No desenrolar da história, a expectativa pelo final feliz fica cada vez maior. Eu não posso fazer um spoiler, mas a minha implicância com o livro está diretamente relacionada a isso.  
Um Dia poderia ser a vida de qualquer um de nós. De qualquer um que faz suas burradas, que se apaixona por alguém impossível, que vê uma grande paixão se tornar amizade e que percebe que precisa tomar um rumo na vida. 
Eu ia dizer que não é uma história de amor, mas na verdade é sim. É uma história de amor, mas não é um romance romântico. Eis o que me incomodou, é insuportavelmente real.
Não é exatamente como se eu não tivesse gostado do livro, mas eu esperava outro tipo de final.
Porém, estamos falando de um romance-da-vida-real, né? Discutindo sobre o livro, me mandaram sair da Wonderland (vlw, flws).

Classificação: 4 Capuccininhos

O Filme

Eu esperei terminar de ler o livro para ver o filme. 
Como já sabia que Emma e Dexter foram interpretados pela  Andy Sachs Anne Hathaway (linda) e pelo Jude Feeny Jim Sturgess (lindo), durante toda leitura só visualizei o rosto deles. rs
Eis o problema das adaptações, mas eu tenho essa neura eterna de ler o livro primeiro. Como dizem, sigo o mantra do "sabia que o livro é melhor?".
Na adaptação cinematográfica de Um Dia, o próprio David Nicholls foi roteirista. Sendo assim, podemos dizer que é um filme fiel ao livro - coisa rara heim?
Claro que faltaram alguns detalhes, algumas cenas que eu (e quem leu) gostaria de ver, mas nada que prejudique a obra.
O cenário ajuda muito a gostar do filme: foi filmado em Edimburgo, Londres, Inglaterra, Paris....
Enfim, fiquem com o trailler e se tiverem preguiça de ler o livro, assistam porque Anne e Jim como Emma e Dexter fazem valer a pena ♥




Ps: Notaram que o Expresso pra Dois agora é .com? YAY *-*
Atualizem-se

ATENÇÃO: Os comentários do Facebook não estão funcionando. Com a mudança no domínio, os comentários antigos sumiram e é possível que os que vierem depois do erro sumam quando eu conseguir consertar. Por favor, comentem pelo Disqus por enquanto :'(

12.9.14

7 músicas para cantar no Karaokê

Se você não gosta de karaokê: 7 músicas para cantar no chuveiro
Se você não gosta de cantar no chuveiro: que tipo de gente é você? rs


Primeira coisa que eu pensei quando vi esse tema: poooooooooooooxa, só sete?
Posso fazer 10? 12? Heim? Heim? Não? okay :(

Ainda não estou conformada, mas preciso confessar uma coisa para vocês.
Por trás desta imagem de blogueira hipster descabelada, se esconde uma famosíssima cantora que faz verdadeiros shows na incrível província de Meu Quarto e se apresenta frequentemente no Night Clube Meu Chuveiro.
Só não divulgo os endereços da turnê porque sempre tenho problemas com casas super lotadas e fãs me perseguindo na rua, nos hotéis, onde quer que eu vá... É chato isso, gente! Preciso preservar minha imagem, espero que entendam. Ser famosa não é tão fácil como parece.
É verdade, meus queridos leitores. Esse é o meu verdadeiro talento. Fotografia e jornalismo eu faço só para matar o tempo entre minhas turnês.
Eu, inclusive, tenho registrado no meu perfil do 8Tracks, duas playlists onde eu mostro um pouco do que eu cantaria canto nos meus shows.
Se você não se aguenta de curiosidade (eu sei que não), pode clicar lá que você vai descobrir que eu faço shows em inglês e em português.
Porque sim!
Infelizmente, vocês raramente presenciarão esses acontecimentos porque eu tenho semancol sou muito ocupada e meus shows são exclusivíssimos.
Porém, apenas para participar do Meme do Rotaroots, vou dar uma colher de chá e exibir um pouco do meu repertório.

Segue o show!

7º- Age of Aquarius - Hair


Uma certeza: nascesse eu nos anos 60, seria hippie!

[Pausa dramática] Cena do musical Hair, uma preciosidade dos anos 70 que você deve, deve e DEVE ver ♥ Acho até que vou fazer um post-resenha-indicação sobre Hair.
Fica de bônus a melhor cena do filme rs [Fim da pausa dramática]

6º- Fryday I'm Love - The Cure

Porque: sempre!

5º- Dance Queen - Abba


Sim, a versão do filme Mamma Mia. Apenas porque essa cena é demais e Meryl Streep é ♥  

4º- Time of my Life - Bill Medley

Apenas porque: quem nunca quis ser essa moça, nesse filme, nessa cena? Pausa para pensar.

3º- Girls just want to have fun - Cyndi Lauper


Essa eu, de fato, já cantei em karaokê. Don't ask me.

2º Lady Marmalade - Christina Aguilera, Lil' Kim, Mya, Pink


Essa eu canto quando convido minhas amigas para participação especial no meu show

1º- Waka Waka - Sakira


Ah é, esqueci de dizer que além de cantora e famosa, também sou di-va. :)

BIS
Siiiieemmm, claro! Tem que ter um bis! Todo grande artista que se apresente reconhece a importância do BIS.

1º do 1º - Don't Stop-me Now


Porque o primeiro lugar NÃO-PODERIA-SER-OUTRA!



Eu poderia citar muitas outras, inúmeras outras, poderia responder esse meme todo mês.
Porque foi difícil e uma puta grande injustiça. E eu estou com vontade de responder de novo só com nacionais (sim, foi proposital, não faço shows alternando idiomas porque isso confunde meu público).

Espero que tenham apreciado o post show e por favor, não insistam com autógrafos.



Confira também: Top 5 músicas surrealistas

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots. Quer participar?
Conheça o nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

5.9.14

Feira Grátis da Gratidão

Há algum tempo atrás, vi um amigo publicando no Facebook sobre estar doando um objeto X (que não lembro o que era) e cliquei para ver. Tratava-se de um grupo aberto no Facebook. Um grupo de doações.
Cliquei para participar e descobri um movimento muito bacana e é sobre ele que venho falar hoje.


A Feira Grátis da Gratidão é uma feira onde as pessoas levam o que quiserem (ou nada), e pegam o que quiserem (ou nada). 
Como Assim? Assim! É tudo grátis e a moeda de troca é apenas: Gratidão.
Não é uma feira de trocas, não é uma feira de vendas. É apenas doação!
Foi inspirada na Gratiferia, que é uma feira que acontece em Buenos Aires - clique aqui para ver o vídeo
Essa feira tem acontecido cada vez mais em várias cidades no mundo. Ela começou com um evento no Facebook, organizado pelo massoterapeuta Francisco Ottoni (o moço de amarelo na foto acima), que teve a ideia de trazer para o Rio de Janeiro uma Feira inspirada na Gratiferia. Deu certo e desde então, o movimento vem crescendo e se espalhando por ai. O objetivo da feira é promover o desapego e a consciência que o consumo desenfreado em que vivemos não é legal. Aquilo de que não precisamos mais pode ser útil a outros. A organização, parte de um grupo no Facebook que já conta com mais de 11.000 membros. 

Uma vivência sobre confiança, entrega, gratidão e amor. Dar por dar,por se sentir abundante, sem esperar nada em troca. Quando se quer e agradece o que se tem, então se tem o que se quer e se é feliz. - FFG.



Na primeira Feira que eu fui, fiquei mais no meu canto, não conversei muito com as pessoas e não sabia bem como agir - fiquei olhando o movimento. Mas isso foi só na primeira. Levei as roupas, livros e brinquedos que tinha aqui. Conheci gente bonita, de bem com a vida. Voltei para casa com livros maravilhosos e com ótimas lembranças para contar. 
Há um tempo atrás, eu estava separando coisas para doar e tinha uma dó imensa de me desfazer de uns bichinhos de pelúcia. Mas botei na cabeça que não tinha sentido uma mulher da minha idade ficar apegada em um brinquedo enquanto ele podia fazer a alegria de uma criança.
Então levei roupas, livros e brinquedos para a feira e presenciei a cena mais fofa de que posso me lembrar:
Uma menininha se aproximou, abraçou um dos bichinhos e perguntou se podia ficar com ele.
Depois saiu toda feliz abraçada com o bichinho e mais tarde, pelo grupo, soube o quanto ela ficou feliz e agarrada naquele brinquedo que eu ia manter apenas pegando poeira em casa. ♥




Na na penúltima feira que fui, resolvi doar algo não material, doei o que sei fazer: fotografia. E são essas fotos que vocês estão vendo ao longo do texto.
Nas Feiras acontecem várias doações imateriais também: aula de Yoga, abraços grátis, consultorias jurídicas, caricaturas, poesias, oficinas de fotografia, dança, etc... O que a pessoa estiver disposta a doar.
Eu doei fotografias! Fui disposta a registrar as coisas bonitas da feira e postei todas as fotos no grupo. A resposta das pessoas foi muito positiva, ficaram empolgadas comentando, se marcando, compartilhando - e eu passei o dia vendo notificações. Fiquei muito feliz em ver que as pessoas ficaram felizes com as fotos.



Pra mim, tem sido um aprendizado. Constantemente, principalmente perto da data de alguma feira, me pego olhando as coisas ao meu redor em casa pensando se realmente preciso dessas coisas. Olho o guarda roupa em busca de roupas que não uso, que possam servir para alguém... E por ai vai.
Mas além do grande aprendizado que o desapego é, também aprendo a ser mais paciente, mais despreocupada e mais grata. Eu conheci pessoas ótimas no grupo e na feira, algumas que converso sempre. Gente de bem, disposta a fazer o que pode para se doar ao outro, mais do que doar algo material.
O desapego eleva a alma. Ver uma pessoa feliz com algo que não servia para você (que até te incomodava, que era um "entulho" na sua casa) é algo inesperado. Você sente a energia circular.
Em uma época regida pelo capitalismo, é incrível que exista uma feira assim. Esse movimento de consumo consciente, de querer ajudar alguém sem nada em troca a não ser a gratidão.
O capitalismo que coloca um preço em tudo. As pessoas aprendem muito cedo a dar valor ao dinheiro e assim crescem. A moeda de troca na Feira é a gratidão e muita gente não aprendeu a ser grato. É igual o conceito de "ser feliz", que você precisa praticar todos os dias. A gratidão precisa ser praticada e eu acho que a feira está ensinando justamente isso.




Pra entender um pouquinho mais, vou deixar com vocês o vídeo-documentário feito pelos organizadores da Feira de Volta Redonda e com o vídeo da feira de Belo Horizonte.


Espero que não tenha ficado muito longo e/ou cansativo e espero que tenham gostado das fotos.
Mas espero mesmo que tenham gostado do movimento.
Por último, gostaria de frisar que a participação - tanto no grupo, quanto nas feiras - é livre!
Fiquem à vontade para doar, receber, conhecer e participar.
Para facilitar, vou deixar aqui vários links para vocês:

Grupo: Feira Grátis da Gratidão
Página: Feira Grátis da Gratidão
Email: feiragratis@gmail.com
Álbum com mais fotos: Feira Grátis da Gratidão - Edição Estácio
Agenda: Veja onde serão as próximas Feiras
Outros grupos da Feira: Clique aqui para saber se existe um grupo na sua cidade ou estado.
(E se você quiser saber como organizar um grupo em sua cidade, entre em contato com os organizadores que eles te explicam tudinho)


Vamos praticar o desapego?

31.8.14

Blog Day


Hoje é dia 31 de Agosto. Hoje é o Blog Day.
Para quem não sabe, o Blog Day é o dia em que comemoramos (péra, prepara) o "Dia do Blog" Tadãããããã.
O dia escolhido para essa comemoração foi 31/08 por um motivo que é quase piada: 31/08 visualmente parece a palavra BLOG.
Como forma de comemorar o Blog Day, os blogueiros participantes faziam um post indicando aos leitores outros blogs que consideravam legais, interessantes, etc.
Mas essa prática foi deixada de lado quando os blogs começaram a ficar famosos demais, comerciais demais, diferentes demais...

Mas nem tudo está perdido, amiguinhos!
O Rotaroots resolveu relembrar esse velho hábito dos blogs promovendo um Blog Day (já que o antigo site do Blog Day não existe mais).
Para quem não conhece, o Rotaroots é um grupo de blogueiros bacanudos que tenta resgatar essa época de ouro dos blogs, quando nos divertíamos com memes e blogagens coletivas e todas as coisas que faziam a gente gostar de blogar antigamente. Os blogueiros de raíz estão todos lá!
Para mais informações, cliquem aqui ó: BlogDay 2014.Para saber mais sobre o Rotaroots, visitem o Grupo no Facebook e se inscrevam no Rotate
Eu nunca tinha participado de um Blog Day (até onde me lembro), apesar de ter conhecido vários blogs por indicação de blogs amigos. Dessa vez não apenas resolvi participar, como estou super empolgada para ver as postagens de todos os participantes. Então, aqui vai a minha:


5 Blogs que não saem do meu feed:

Cronista Amadora - Nina Vieira


A Nina não sai do meu feed há muito tempo (muito mesmo). Ninguém fala de livros do jeito que a Nina fala. Ela é capaz de relacionar assuntos que você jamais relacionaria. Fora que a Nina é inteligente, expressiva e toda vez que ela indica um livro, fico me coçando pra ler porque sei que vem coisa boa. Ela também é blogueira "dazantiga" então posso dizer que não apenas conheço o trabalho dela, como indico fortemente. Quando não está falando de livros, a Nina está em alguma polêmica ou opinando sobre alguma coisa que eu geralmente concordo (e muito) com ela. Olha, vou parar de encher a bola da amiga, mas sigam ela! Eu adoro e indico!


Não provoque - Ana Paula Buzzo


A Paula fala de um monte de coisas legais e coisas que eu também curto. Ela fala de Fotografia, de música, games, decoração... Mas eu gosto de acompanhar principalmente pelos posts de viagens e intercâmbios. Sério, as fotos são de babar. Inclusive, neste momento ela está divando pela Austrália em um intercâmbio. A Paula é um tipo de moça que eu seria amiga. Eu acho fofa e adoro as dicas e as fotos dela. :)


Organize sem Frescuras - Rafaela Oliveira


Esse é um dos meus preferidos meeeeeeesmo. Me ajudou muito quando eu resolvi destralhar minha vida. Eu andava numa rotina louca de trabalho e faculdade e com isso a bagunça em casa foi se multiplicando até chegar numa situação alarmante. Eu não sabia mais onde estavam as minhas coisas e comecei a me sentir sufocada com tanta bagunça. Até que resolvi dar um basta e fiz uma mega faxina e uma super operação de destralhe e organização. O Organize sem Frescuras foi minha fonte. O blog tem sempre dicas muito legais de organização. Eu segui várias e melhorei muito a organização das minhas coisas aqui em casa com as dicas do blog.


Vida Minimalista - Camile Carvalho

O blog da Camile tem uma proposta muito legal. Ela fala de organização, produtividade, vida simples... Sobre como é possivel viver com menos consumismo, menos apego, menos tudo. Depois que eu virei "aloka" da organização, comecei a refletir se eu precisava mesmo de todas as coisas que mantive (fora as que desapeguei na faxina). O blog também propõe reflexões sobre a real necessidade das coisas que possuímos. Eu tenho aprendido coisas interessantes com a Camile. Adoro!


Morando Sozinha - Franciele Guarnieri


O blog da Fran reúne tudo que eu quero para mim hahaha. Não sei vocês, mas meu atual plano de vida é a minha futura casa. Ela ainda não existe, mas as ideias não param. Eu penso na decoração, na organização, em como vou manter, no que vou cozinhar, etc... Já penso na minha casa como se ela existisse. Quando eu for morar sozinha (me ajude Deus) já saberei me virar melhor só de acompanhar as dicas da Fran.

Com esses cinco eu identifico o padrão dos meus interesses: Livros, viagens, organização e o sonho da minha futura casa. hahaha


5 blogs que conheci no Rotaroots:

Cansei de ser nerd - Erika Leite

Um Darth Vader rosa andando de bike: prêmio melhor imagem EVER.

Um dos blogs mais legais que eu conheci no Rotaroots. Eu adoro o Cansei de ser Nerd e me identifico demais com a Erika. Como podem ver pela própria imagem dela, o blog fala de cultura pop, nerdice e mimimi. Como não curtir? Cada vez que leio um post morro de rir porque me identifico. E a Erika é engraçada, o blog é muito legal e tem um visual lindo! E um Yodazinho mascote que eu sempre fico olhando e amando hahaha


Sernaiotto - Paloma Sernaiotto

O blog fala sobre leituras, cultura, cotidiano, mulherzices, fotografia... Sobre muita coisa bacana!
E o mais legal, é que a Paloma produz um guia para você aprender a melhorar o seu blog. Tem dicas de conteúdo, de organização, de divulgação... Tem tudo que nós, blogueiras, precisamos saber. Eu tenho seguido as dicas dela. Estou muito mais empolgada com o Expresso depois de trocar ideia com a Loma.
Ganhou meu feed e meu amor ♥


Uma cadeira, por favor! - Carol Caniato

A Carol é uma coisa! Deve ser mal de nome. Cada vez que falo com ela, me identifico com mais uma coisa. hahaha No blog dela tem fotografia, livros, cinema, música. Adoro blogs assim, que variam o conteúdo. Tenho gostado muito de acompanhar o Uma cadeira, por favor! ♥


Sai da minha Lente - Clayce Oliveira


A começar pelo nome do blog, Sai da minha Lente fala de fotografia. A fotógrafa aqui adora ler quem fala sobre fotografia - e leio vários. Conheci a Clayce há pouco tempo e já de cara gostei do blog. Uma guria que fala de fotografia, games, seriados, música, toys e mais um monte de coisas que eu também gosto.
Ela tem um projeto fotográfico muito legal, algo que eu vivo falando que vou fazer e nunca faço: Fotografia de Miniaturas. Ela fotografa um bonequinho do Link (Zelda) e o nome do projeto é Link Zuero. Como não gostar? Para acompanhar as fotos, clica aqui


Mudando de assunto - Nilsen Silva



Esse blog fala de livros, cultura pop, HQs, filmes, séries... Tudo que eu gosto de ler e falar também.
Esse eu descobri há pouco tempo, então não posso falar muito. Mas eu já estou gostando muito. O post sobre o que não fazer na Bienal foi sensacional! Eu posso dizer que fui lendo e gostando de quase tudo... Então ele veio pra cá também!




5 blogs para sair da rotina:

Musicoteca - Web Mota, Pedro Ferreira, Igor Cruz e Silvia Yama


Paixãozinha da minha vida, a Musicoteca é tudo que alguém precisa pra sair da rotina musical. A Musicoteca é um espaço onde pode-se conhecer e (se você for músico) mostrar o seu trabalho também. Sem preconceitos musicais, sem rótulos, só coisa boa! Lançamentos, muita música e muita novidade. Conheci muita coisa boa lá. Se você gosta de descobrir música nova, não tem como não acompanhar a Musicoteca ♥ Eu amo muito ♥


Cozinha pra 2 - Carol Thomé e Duca Mendes


Eu sempre fui péssima na cozinha. Nunca soube fazer grandes coisas. Cozinhava apenas quando estritamente necessário e somente algo que desse para sobreviver até conseguir comida de verdade.
De uns tempos pra cá isso vem mudando e eu tenho gostado cada vez mais de preparar minha própria comida. Desde que comecei a seguir blogs de receitas, tenho ousado mais.
Um dos principais é o Cozinha pra 2. As receitas são sempre simples, com poucos ingredientes e pra fazer no microondas. Perfeito pra quem é iniciante na cozinha ♥.
O Cozinha pra 2, também é um canal no youtube e as receitas são em vídeo, mas eu conheci como blog, eles tem o blog e então aqui estão :)


Casa de Colorir - Thalita Carvalho


A Casa de Colorir da Thalita é um blog incrível. A Thalita é criativa e inventiva. Adora inventar coisas. Ela reforma móveis que você ju-ra que não teriam mais jeito. São mil idéias maravilhosas de decoração.
Thalita participa do programa Decora no GNT com suas ideias de decoração, reciclagem e reaproveitamento de móveis, acessórios e utensílios. A guria tem cada sacada genial que olha... Acompanho desde sempre! Pra sair da rotina decorando ou re-decorando. Eu, pelo menos, sempre fico olhando as coisas em casa pensando no que posso mudar, restaurar...Adoro!


Tá, e daí? - Ana Maria de Cesaro


Tá, é um dos meus preferidos também. A Ana Maria (♥) é de bem com a vida, engraçada e tem sempre um jeito muito engraçado de passar as ideias dela. Acompanho a Ana no blog, no canal e no twitter. Ela fez um diário falando do projeto de emagrecimento dela, só que sem as chatices dos blogs de dietas. Ela tem uma atitude muito positiva e sempre tem um recado bacana de "se eu consigo você consegue também". Adoro quando ela responde as perguntas dos leitores em vídeos. É pra sair da rotina porque é isso que ela diz pros leitores: saiam da zona de conforto! Hasta la vista, baby!


Pretty Poison - Duda Fernandes


O Pretty Poison é um blog sobre coisas de menininhas. Eu não sou de ter muitas vaidades, então acompanho alguns blogs pra ver se aprendo a ser menos ogra.
O meu preferido é o Pretty Poison. Especialmente quando ela fala de cabelos. A Duda é praticamente uma especialista em Cronograma Capilar (e são esses os posts que eu mais leio). Comecei a seguir algumas dicas dela e meu cabelo realmente melhorou muito. Saindo da rotina pra aprender a se cuidar!
E esse foi o último blog, nessa parte de blogs que eu leio para fazer coisas diferentes do que eu costumo fazer.



Então, é isso pessoal! Essa foi a minha participação, espero que vocês tenham gostado.
Eu gostei, muito, de participar. Estou doida pra ver os posts dos demais participantes!

E você? Também está participando do BlogDay? Deixa o seu link aqui embaixo nos comentários que eu quero ver!

27.8.14

Tudo novo de novo - A Nova cara do Expresso ♥

Eu ia começar dizendo que "vocês não entraram no blog errado", mas desisti dessa breguice.
Esse é um post comemorativo pela nova carinha do blog.
Bem vindos ao novo Expresso pra Dois.


O design anterior foi feito pela minha querida amiga Vanessa Cursino. Ele havia sido um presente em uma época que andei desanimada com o blog e me fez muito feliz por todo esse tempo ♥.
Durante todos esses anos que escrevo por aqui, eu mudei muito. Com certeza não sou a mesma pessoa de 7 anos atrás, quando criei esse espaço. E do design anterior pra cá, eu também mudei.
Depois do blog passar muito tempo abandonado, resolvi que queria mesmo voltar a postar. Comecei a pensar em todas as coisas que eu queria dizer e em todas as mudanças que eu gostaria de fazer.

Eu precisava mudar!
Eu queria um blog mais clean, mais espaçoso, mais funcional, mais com a minha cara - literalmente!
O problema é que eu não sabia como tirar as idéias da minha cabeça e colocar no papel. Quer dizer, colocar aqui. Para isso, eu precisaria de magia negra pó de fada, algum feitiço ou varinha mágica. 
Por isso fui buscar ajuda de quem pudesse fazer dessas tretas virtuais!

Fiz um monte de rabiscos toscos que envergonhariam qualquer criança de 5 anos - que obviamente desenham muito melhor que eu - e mandei para a super Rafaela Melo.
A Rafa é uma linda, super talentosa, uma querida amiga que - depois de rir meia hora dos meus desenhos mentira - conseguiu captar exatamente como eu tinha sonhado e fez essa ilustração LINDA DE MORRÊ para o blog. Se você não percebeu, sou eu ali em cima! Eu e meu namorado, que vocês não conhecem, na verdade. Vocês podem não me reconhecer porque na ilustra estou com o cabelo penteado e tal... 
Mas sou eu mesma!
COMO a Rafaela fez isso, eu não sei. Mas de algum modo ela leu meus pensamentos e o resultado ficou melhor do que eu sonhei ♥

Mas faltava uma coisa: como vou fazer funcionar? Não vou porque né? Eu tipos criei esse blog numa época onde se configurava a aparência toda no FrontPage, com HTML básico e coisa e tal.
O próprio design anterior, foi a Vanessa quem colocou pra funcionar e eu nunca nem mexi com medo de estragar - sou dessas.
Aí eu tive a segunda sorte nessa vida que foi passar essa missão para a Gabriela Melo!
Que de algum modo também mágico conseguiu captar e trazer pra cá tudo que eu estava sonhando para o blog. Tudo e mais um pouco, porque eu descobri novos desejos no caminho.
Muda aqui, muda ali, troca lá e "ai, tô sendo chata?". Ela jura que não, eu vou acreditar.
Então um belo dia - hoje - depois de toda minha ansiedade histérica crônica, o blog ficou pronto. 
E ficou lindo. 
E ficou perfeito.
E ficou como sonhei.
E eu tenho vontade de apontar para cada detalhe e falar "olha que lindo!".


*limpando a baba*

Das funcionalidades:
Agora vocês podem comentar pelo Facebook, dá pra curtir e compartilhar nas redes sociais, tem uma página para entrar em contato comigo por email através do blog e agora também tenho uma fanpage.
YAY!
Apesar do blog ter 7 anos, nunca tive uma página dele. Sempre pensei em fazer e nunca tinha feito. Recentemente, avaliando se deveria ou não criar uma página para o blog, cheguei à conclusão de: porque não né? Olha que coisa mais linda:


Depois de tanta crise vocês não vão fazer essa desfeita comigo né? hahaha Curtam lá! =D

Ainda falta organizar umas coisinhas. Eu preciso re-organizar o histórico do blog, os marcadores, os breguetes e as bugigangas todas. Então não reparem.
E claro, se virem algum erro grave que eu não tenha visto, me avisa tá?
No mais, estou numa alegria tão grande que nem sei mais o que dizer.

Gabi Melo, Rafa Melo - amo vocês, obrigada por tudo ♥
Sacaram que essas magas são do clã Melo? Deve vir do nome isso aí de fazer mágicas.
Se um dia vocês precisarem de umas mágicas dessas, procure alguma Melo que ó: eu garanto! rs


E vocês? O que acharam?

Carolina! Na verdade se chama Ana Carolina e não gosta de ser chamada de Ana. Não revela a idade, mas todo mundo diz que aparenta bem menos. Fotógrafa e estudante de Jornalismo. Mudou de área depois de anos insatisfeita com a profissão. Carioca, apaixonante e implicante. Carinha de 8, espírito de 80 anos. Chata, mal humorada e anti-social. Gosta de rimas simples, de frases bobas e é viciada em café. Na vida passada foi um gato tamanha preguiça. Tem mania de ter manias, coleciona coisas inúteis e acha ridículo isso de falar de si mesma em 3º pessoa.

 
Expresso pra Dois © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Rafaela Melo :: voltar para o topo