28.7.11

Veja bem...


Sinto que ainda vou penar com essa pequena, 
Mas o blues já valeu a pena
~Chico Buarque


Pra começar, você precisa gostar do Chico Buarque. Mas nunca, nunca, nunca, cante Carolina para mim. Carolina é uma música triste, fala sobre uma vida que passa sem ser vivida. Sobre uma moça que espera um amor que não tem. Carolina é digna de pena, esqueça-a. A música, não a mim. Você pode até dizer que eu sou a moça feia na janela e que a banda toca pra mim. Aliás, não pode não. Não acho legal você dizer que eu sou feia. “EU” posso me achar feia, você não. Você tem que achar que eu sou a moça mais linda do mundo. Embora eu não seja. E jamais se incomode se eu passar a vida inteira duvidando de você.
Mas pensando bem, se você não me achasse no mínimo bonita, você não teria todo esse trabalho, né?
Bem pensado... Bom, continuando. Você precisa gostar de Chico Buarque e de livros.
Você precisa gostar de livros e nunca fazer cara feia quando eu entrar numa livraria e gastar grande parte do dia por lá. Você precisa gostar de livros pra ficar feliz quando ganhar um de presente no seu aniversário, no natal, no dia dos namorados ou em um fim de semana sem data comemorativa. Você precisa ter um autor preferido e defende-lo quando alguém o difamar, como se fosse um amigo íntimo. O que de fato, os amantes de leitura são: amigos íntimos dos livros e seus autores. Você não precisa gostar dos mesmos livros que eu. Na verdade, é até legal que tenha gostos diferentes e os compartilhe comigo. E aceite conhecer os meus. Nessa troca só temos a ganhar, concorda?
Você pode gostar de carros ou futebol, mas eu espero que você tenha mais orgulho da sua biblioteca ou da sua coleção de dvd do que do seu time ou do que tem na sua garagem. Falei de dvd né? Você precisa gostar de filmes e não ter preconceito com os filmes de mulherzinha. Você precisa saber que ele são ótimos pra você assistir juntinho. Mulher gosta dessas coisas, sabe? Mulher vê amorzinho na tela e fica com vontade de cultivar o próprio.
Você precisa ter bom humor, fazer rir, ser criança, se divertir. A verdade é que isso é o melhor da vida, não é? Não estou dizendo que você precisa ser um palhaço. Nem infantil. Ser feliz não é palhaçada. Ser feliz é apenas... ser! Ninguém gosta de uma pessoa emburrada, reclamona, de mal com a vida. E eu já sou muito emburrada, deixa esse papel pra mim. Você precisa me fazer rir. E me fazer ter vontade de rir com você. E pra você.
Você não precisa ser um personagem, decorar falas prontas e usar num jogo de conquista. Essas coisas duram pouco, farsas sempre são descobertas. Você também não precisa forjar romantismo como os seus amigos fazem. Apenas saiba demonstrar o que sente sem ser piegas, sem parecer forçado.
Você não precisa esconder quem você é de verdade. Você precisa ter a coragem de se mostrar, porque não tem nada a esconder. Você precisa ser real...
Falando em ser real, é verdade que eu imagino mil coisas sobre você.
Talvez eu acerte algumas, talvez erre outras. Mas o principal, é que a única coisa que você precisa fazer é me surpreender.
Surpreenda-me com quem você é. Surpreenda-me para que eu me interesse pelo que você gosta, pelo que você faz, pelo que te faz sorrir ou chorar.
Mas principalmente, surpreenda-me por ser melhor do que eu sonhei. Ou até mesmo, por ser completamente diferente dos meus sonhos e assim me ensine um mundo novo.
O teu mundo.
E então você só precisa de uma coisa: existir!


E talvez gostar de Chico Buarque...


Imagem: We♥It

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Carolina! Na verdade se chama Ana Carolina e não gosta de ser chamada de Ana. Não revela a idade, mas todo mundo diz que aparenta bem menos. Fotógrafa e estudante de Jornalismo. Mudou de área depois de anos insatisfeita com a profissão. Carioca, apaixonante e implicante. Carinha de 8, espírito de 80 anos. Chata, mal humorada e anti-social. Gosta de rimas simples, de frases bobas e é viciada em café. Na vida passada foi um gato tamanha preguiça. Tem mania de ter manias, coleciona coisas inúteis e acha ridículo isso de falar de si mesma em 3º pessoa.

 
Expresso pra Dois © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Rafaela Melo :: voltar para o topo